Vida em ebulição


Faz algum tempo que não venho aqui partilhar algo sobre bem-viver, sobre jardinagem, sobre as plantas, sobre mim mesma. Mesmo assim, muitas coisas aconteceram, muito fio vivido, por mim, por você. Tenho sentido, pensado, refletido muito a respeito do propósito de se estar aqui, no online. Sim, é uma forma de estar presente em muitos lugares e tempos, chegar a mais pessoas, "falar"com mais gente... e fico me indagando o que realmente quero "falar"para você.


Estou há 1 ano, novamente, envolvida de forma direta com a educação infanto-juvenil aqui em Munique, em lugares e com pessoa diversas. Talvez seja a diversidade que me rodeia, que me habita, que faz com que eu viva sempre nesta inquietude de uma vida ordinária, programada. A diversidade requer cuidados e movimento, interação constante e construção de vínculos para se criar bem-viver social. Fico aqui lutando, tentando entender como tecer, ligar estes tantos pontos que vivencio, estes saberes, experiências, observações, conhecimentos. Me falta às vezes capacidade de síntese, escrever tudo isso e polinizar.

É urgente o momento presente. É urgente para todas aquelas vidas que, sim, DEPENDEM de outras. Destas outras que decidem o que fazer, como fazer. A responsabilidade da "adultice" para que deixe de insistir na burrice e péssimas velhas escolhas.

Desacelerar e sentir toda a ebulição que nos acontece, que há dentro e fora; que nos permeia.

Quero voltar a escrever, numa forma de meu esperançar ganhar forma e colaborar com o tecer de nosso bem-viver pessoal e coletivo.


Agradeço pelo seu ouvir.

Sigamos!


por Lívia Maria Paes-Lettner,

Munique, Novembro.2022


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo